Grande São Paulo

(11) 5572-2611

Grande ABC

(11) 4438-6424

Demais localidades (de fixo)

0300 777 2611

Grande SP

(11) 5572-2611

Grande ABC

(11) 4438-6424

Demais Localidades (de fixo)

0300 777 2611

A importância do exercício da autoimagem

Experiência
A importância do exercício da autoimagem

Por Flávia Arakaki, jornalista de conteúdo para mídias digitais na Acelera

Mantendo seu resultado há 9 anos, o empresário José Ricardo Sukadolnik, que foi aluno da orientadora Marcia Acunzo, diz que o grande sucesso de quem está no programa da Meta Real consiste em três pontos fundamentais: disciplina para seguir o programa, presença nas palestras e … o exercício da autoimagem!

“Na época eu realmente não dei bola para montar a minha autoimagem, achava que era bobagem e motivo de gozação dos amigos se alguém visse aquela montagem. Mas, depois de um tempo de insistência da minha orientadora, acabei montando e eu digo: foi fundamental para o meu processo de emagrecimento”, diz o empresário.

E complementa: “Mas, claro, é preciso coerência na hora de fazer a autoimagem, escolher o modelo que mais tenha a ver com o seu corpo magro, pois, quanto mais próximo da realidade, mais fácil será para o seu cérebro aceitar que você pode chegar naquele resultado”. E revela que mantinha a autoimagem na despensa para olhá-la todos os dias.

Assim como muitas histórias de pessoas acima do peso, Suka, como é chamado pelos amigos, também vivenciou o tão conhecido efeito sanfona por conta de dietas da moda. Após atingir o resultado e emagrecer, tempos depois recuperava todo o peso perdido e, muitas vezes, chegava a ultrapassar a medida inicial. “Naquela época, a minha saúde estava péssima, com índices elevados de colesterol, triglicérides, além de problema de gota, que mais se tornava uma enxurrada”, brinca.

Foi quando conheceu a Meta Real e decidiu encarar de vez o problema do excesso de peso. Ao longo do seu processo de emagrecimento, José Ricardo também sentiu dificuldades, chegou a abandonar o método porque naquela época tinha que ter uma balança para pesar os alimentos. Mas, com as mudanças no programa, como é hoje, ele decidiu retomar o seu processo e entre as principais dificuldades que enfrentou foi trocar o consumo excessivo de alimentos pouco nutritivos pelas refeições equilibradas, regradas a hortaliças e frutas, já que não era seu hábito alimentar.

Hoje, a escolha consciente de alimentos saudáveis é feita de forma totalmente natural e sem sofrimento. Além de chegar à meta (eliminou 30kg ao longo de um ano), Sukadolnik diz também que um dos principais benefícios do método foi o ganho em saúde: faz acompanhamento médico e todos os índices – colesterol, triglicérides, ácido úrico, entre outros – estão dentro da normalidade.

Para quem está no processo, ele orienta: “o programa precisa internalizar em você e não você internalizar no programa”. Segundo ele, o motivo de muitas pessoas não conseguirem chegar à meta é porque elas acabam fazendo do processo algo sofrível, tentando a todo custo encaixar a rotina no programa, mas esquecem que o correto é exatamente o contrário: adaptar o programa na rotina de cada um. O empresário cita como exemplo a sua vida profissional: ele é diretor de três departamentos na FIESP (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) e de dois na ABIMAQ (Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos), o que demanda sua presença em diversos eventos sociais, como coffee breaks, almoços, jantares e coquetéis: “basta ter bom senso e saber o que e quanto consumir durante as situações sociais”.

Encarar o processo de forma leve e tranquila é outra dica que o empresário dá a quem está no programa. Segundo ele, é preciso viver a vida, sem aquela neurose de atingir o objetivo de emagrecer a todo custo, pois, para Suka, quando você internaliza o programa é que conquista a sua meta e consegue mantê-la pra sempre.

Mesmo mantendo o seu resultado, o empresário concilia a agenda e faz questão de ir, pelo menos uma vez ao mês, às aulas. Mantém ainda artifícios como a frase “coma devagar e com prazer” afixada em locais visíveis em sua residência, conta a mastigação e tem uma roupa-medida para checar se está mantendo o seu resultado. “Se eu notar que a roupa está mais justa, eu pego mais firme na alimentação equilibrada e volto tranquilamente ao peso adequado”, diz.

Deixe o seu comentário

Publicações Relacionadas

 

 

banner-livro

 

 

Meta Real na mídia

Revista Plástica e Beleza
edição 58 /2016

Ver edição
Como Funciona?

Venha ser aluno da Meta Real: o Método Tático de Reabilitação Alimentar que vai acompanhar você passo a passo na sua jornada.

Conheça Agora
  • Raquel Ramos

    Meta Real Raquel Ramos

    “Fiz discurso e pra mim, era meu rito de passagem... do mundo dos gordos para o mundo dos magros”

  • Franciane Couto

    Meta Real Franciane Couto

    “Emagrecer, pra mim, mudou meu exterior, meu corpo, mas mais que isso, me fez uma pessoa melhor, não para os outros, mas para mim mesma!”

  • Míriam Aparecida Campanhã Pozatto

    Meta Real Míriam Aparecida Campanhã Pozatto

    “fui tão bem acolhida por todos, que acabei ficando à vontade. Aquela reunião mudou minha vida, foi ela que me deu forças para iniciar”

  • Ronei Cumer

    Meta Real Ronei Cumer

    “Com o tempo encontrei o equilíbrio que precisava, aprendi a comer, fazer escolhas, ser saudável sem depender de qualquer química maluca, chás ou shakes.”

  • Lilian Martire Ferrari

    Meta Real Lilian Martire Ferrari

    “Escolha VOCÊ e seja mais feliz, eliminando os quilos que não te pertencem!!!!”