Grande São Paulo

(11) 5572-2611

Grande ABC

(11) 4438-6424

Demais localidades (de fixo)

0300 777 2611

Sede/Matriz

(11) 5572-2611

Grande ABC

(11) 4438-6424

Grande SP

(11) 5549-0798

O desafio de ser saudável no momento atual

Comportamento
O desafio de ser saudável no momento atual

Por Raquel Ramos, orientadora da Meta Real

Você realmente tem dado atenção para o que é de fato saudável para seu corpo?

— Menina é assim: você pega uma colher de sopa de cheia, coloca em um copo d’água e, na manhã seguinte, você toma!

— Olha, sal rosa é tudo de bom, ele tem muitos minerais e o teor de sódio é menor.

— Goji Berry, ah aquela frutinha que emagrece, descansa, tem vitamina C, antioxidantes e é uma delícia? Ótima para rejuvenescer!

Você já percebeu que cada vez mais as informações ‘rolam soltas’ pela internet, e cada vez mais a gente se sente confuso em como ter uma alimentação saudável se não for cheia de grãos, sementes, fibras? Como diz meu filho: “Esse pão cheio de serragem!” :). Bem, comentários à parte, de uma pessoa que nunca teve problemas com a obesidade, talvez, em certo ponto estejamos perdendo um pouco o parâmetro do que seria saudável para o corpo e, saudável para a mente; afinal nossa alimentação interfere no nosso bem estar cerebral – óbvio.

Em hipótese alguma estou incentivando a “comida com gosto de caixa”, mas que reflitamos sobre a importância de recuperarmos o sabor, a textura e o aroma natural da comida caseira.

E com isso vem um termo bem significativo: “a comida de verdade”, aquela que a nossa avó – ou para alguma faixa etária – a comida que a bisavó fazia.

A verdurinha refogada, o arroz, o feijão temperadinho, uma carne de panela… E de sobremesa? Aquela suculenta manga que a gente come e enche os dentes de fiapos e se lambuza!

Ah! Não dá para ter esse tipo de alimentação no corre-corre de todo dia.

Você pode estar pensando… Mas, eu pergunto, nem nos finais de semana? Porque existe o “dia do lixo”?

E o dia do seu corpo? E o dia da sua saúde? E o dia do seu bem estar? Esses não existem? Já existe a segunda-feira sem carne. E se estipularmos para nós que todo dia é o dia do alimento que te faz bem?! Isso te ajuda a distinguir como ser saudável?

Há hábitos que sabemos, não são modificados do dia para noite. Mas se você realmente quer ser uma pessoa saudável na íntegra, na sua essência, procure a informação segura. Pesquise sim, informe-se, porém não siga modismos. “Peque” pelo menos: menos sal, menos açúcar, menos fast-food, menos álcool, menos gordura. Diga sim àquilo que a natureza te dá de presente. Diga sim ao fato de que as experiências te ajudam a perceber o que é melhor. Diga sim, prin-ci-pal-men-te, ao que o seu corpo diz, aprendendo a ouvi-lo.

E assim será saudável!

 

Este texto foi publicado originalmente no blog Reabilitação Alimentar.

Deixe o seu comentário

Comentários
  • sandra

    espetacular…adorei o texto…qdo teremos o curso on line? fiz meta eliminei 30 kg mas apos a gravidez fiquei 20 kg acima da meta…

    • Meta Real

      Olá Sandra, grata pelo seu comentário. Não temos previsão de palestras online. No momento, temos vários webinários com nossos orientadores, disponíveis em nosso site.
      Aproveite!

Publicações Relacionadas
O que fazer ao invés de contar calorias?

O que fazer ao invés de contar calorias?


 

 

banner-livro

 

 

Meta Real na mídia

Revista Plástica e Beleza
edição 58 /2016

Ver edição
Como Funciona?

Venha ser aluno da Meta Real: o Método Tático de Reabilitação Alimentar que vai acompanhar você passo a passo na sua jornada.

Conheça Agora
  • Nadia Junqueira

    Meta Real Nadia Junqueira

    “ Fiquei tão grata e tão feliz com minha nova vida que pensei em dividir com tantas outras pessoas que passam pelas mesmas situações e etapas que eu passei.”

  • Marcella Canto

    Meta Real Marcella Canto

    “Quero ser LEVE! Além de magra, quero deixar bem longe de mim todos os sentimentos que não me faziam bem.”

  • Franciane Couto

    Meta Real Franciane Couto

    “Emagrecer, pra mim, mudou meu exterior, meu corpo, mas mais que isso, me fez uma pessoa melhor, não para os outros, mas para mim mesma!”

  • Alessandro Correia da Rocha

    Meta Real Alessandro Correia da Rocha

    “[...] fui um pouco rebelde e arrumava desculpas [...] Porém me intrigou, quando ele disse que não era um regime e sim uma reeducação alimentar, sem proibições [...] fui percebendo como ser gordinho afetou minha saúde e por negligência eu não me cuidava.”

  • Mariana Campanha Pozatto

    Meta Real Mariana Campanha Pozatto

    “Comecei a observar… “Que regime louco esse em que se pode comer de 5 em 5 horas… O correto não é de três em três? Nossa, mas pode comer tudo isso?!””