Grande São Paulo

(11) 5572-2611

Grande ABC

(11) 4438-6424

Demais localidades (de fixo)

0300 777 2611

Sede/Matriz

(11) 5572-2611

Grande ABC

(11) 4438-6424

Grande SP

(11) 5549-0798

O custo social da obesidade

Comportamento
O custo social da obesidade

Socialmente, o excesso de peso provoca comentários pejorativos e punhaladas permanentes através de olhares.

Qualquer escada ou rampa faz o obeso suar em bica. Os assentos das cadeiras são feitos para pessoas de peso normal e viajar de classe econômica é um suplício. O obeso vive como se fosse um deficiente físico, com a diferença de que os deficientes despertam compaixão e, os obesos, desleixo, pois os deficientes não são responsabilizados por seu estado, como é o caso dos obesos.

Diante desta lógica genérica, a pessoa obesa sofre muito porque tem a impressão de viver em um mundo hostil, que a julga e a rejeita o tempo todo. Este sentimento de incompreensão deve-se à intolerância social e, muitas vezes, também médica, da qual o obeso é vítima: sente-se malquisto e acaba não aceitando a si mesmo, fazendo com que mais cedo ou mais tarde perca a autoestima e a autoconfiança.

Nossa sociedade não gosta de gordura! Um bom exemplo disto é o fato de, antes mesmo de graduar a competência, os empregadores preferem pessoas de peso normal. Essa discriminação não é novidade!

O culto ao corpo esbelto não é apenas de ordem estética: é a representação de um corpo ativo, dinâmico, de uma pessoa que sabe administrar a própria vida.

As pessoas que sofrem com o excesso de peso têm, muitas vezes, a necessidade de serem ouvidas e compreendidas, antes de saber de cardápios, receitas, remédios, porcentagens, calorias, número de refeições. Na realidade, o emagrecimento definitivo é um processo muitíssimo mais complexo.

Compartilhe:  
Sobre o autor

Roseli Luz

Mãe, coordenadora geral e orientadora da Meta Real, é formada em Odontologia pela Faculdade Santo Amaro (OSEC) e atuou na área por 12 anos como cirurgiã dentista. Emagreceu pelo Método e tornou-se palestrante do Programa já em 1993. Em 1999, iniciou formações em PNL pela SBPNL e hoje é certificada internacionalmente em Coaching ICC. Participa de congressos, simpósios e cursos de atualização na área de Controle da Obesidade. Além disso, adora andar de bicicleta nos finais de semana.
Deixe o seu comentário

Publicações Relacionadas

Meta Real na mídia

Revista Plástica e Beleza
edição 58 /2016

Ver edição

 

 

banner-livro

 

 

Como Funciona?

Venha ser aluno da Meta Real: o Método Tático de Reabilitação Alimentar que vai acompanhar você passo a passo na sua jornada.

Conheça Agora
  • Márcia Acunzo

    Meta Real Márcia Acunzo

    “Tive muitos problemas de saúde : fraqueza , mal-estar , depressão ...quadros de desânimo porque eu atribuia ao remédio o poder de tirar o apetite ...”

  • Júlia Paula Motta de Souza

    Meta Real Júlia Paula Motta de Souza

    “ Aos poucos fui reaprendendo a dar ao corpo o que é do corpo e à emoção o que é da emoção. ”

  • Elaine Casanti

    Meta Real Elaine Casanti

    “ Meta Real foi um divisor de águas em minha vida, agrego o que aprendi em muitas coisas que vivo, principalmente a tal da RESILIÊNCIA !”

  • Ronei Cumer

    Meta Real Ronei Cumer

    “Com o tempo encontrei o equilíbrio que precisava, aprendi a comer, fazer escolhas, ser saudável sem depender de qualquer química maluca, chás ou shakes.”

  • Míriam Aparecida Campanhã Pozatto

    Meta Real Míriam Aparecida Campanhã Pozatto

    “fui tão bem acolhida por todos, que acabei ficando à vontade. Aquela reunião mudou minha vida, foi ela que me deu forças para iniciar”