Grande São Paulo

(11) 5572-2611

Grande ABC

(11) 4438-6424

Demais localidades (de fixo)

0300 777 2611

Sede/Matriz

(11) 5572-2611

Grande ABC

(11) 4438-6424

Grande SP

(11) 5549-0798

A pressa é inimiga da perfeição

Comportamento
A pressa é inimiga da perfeição

Por Nadia Junqueira, orientadora da Meta Real

Era o que dizia a minha avó e este ditado nunca foi tão atual. Vivemos num mundo imediatista: as novas gerações não sabem, e a minha geração (anos 70) desaprendeu a esperar. Essa pressa em querer tudo para ontem é decorrente, talvez, da tecnologia: Facebook, WhatsApp, Internet até das Coisas. Temos acesso rápido a informações em questão de segundos. Esta instantaneidade estendeu-se em todos os departamentos de nossas vidas: pessoal, profissional e alimentar: casamentos de curta duração, negócios fechados sem as partes se conhecerem, comidas rápidas ou semi prontas. Queremos tudo para ontem e para o agora o que acaba causando uma onda de ansiedade nas pessoas. Este imediatismo só nos faz pensar no presente, pois o futuro não nos interessa.

E é exatamente esta pressa que atrapalha as pessoas que buscam o emagrecimento; ninguém engorda da noite para o dia, mas quando se procura por uma solução para o problema tem que ser rápido e eficaz. Ninguém espera o corpo manifestar sinais de fome, ninguém quer perder tempo dedicando-se algumas horas para sua nutrição nem saboreando um alimento; quanto mais processado mais fácil é para se engolir, pois temos pressa e não temos tempo. Se não se consegue um quilo a menos na balança em uma semana, já se parte para outro método que seja mais rápido.

Quem realmente quiser ter um emagrecimento definitivo precisa aprender a esperar. Vivenciar cada dia, levantar a cada escorregada e recomeçar. Aprender e se permitir conhecer-se melhor. Não desistir de si mesmo diante do primeiro fracasso. Os insucessos do passado servem como aprendizado para se conseguir o sucesso de hoje e o sucesso de hoje constrói um amanhã com a certeza de que tudo foi muito bem vivenciado, aprendido e esperado.

Texto publicado originalmente no blog Reabilitação Alimentar.

Compartilhe:  
Sobre o autor

Nadia Junqueira

Nadia Junqueira, graduada em Secretariado Executivo Bilingue. Atuou na área por mais de 20 anos até casar-se e engravidar. Depois de 3 anos como mãe resolveu tornar-se microempresária no ramo alimentício, no qual permaneceu por dois anos. Em 2010 emagreceu 19 quilos e desde 2011 atua como orientadora na Região do ABC Paulista.
Deixe o seu comentário

Comentários
  • Elaine Tinte Patricio

    Nadia, um exemplo de pessoa dedicada, desde de o primeiro momento que a conheci apenas uma palavra que me disse me fez entender que eu engolia uma insatisfação interna, e agora só faltam 700 gramas p chegar no meu Objetivo!!! Só tenho agradecer

  • Cida Simoni

    Obrigada, adorei a mensagem. …

Publicações Relacionadas

 

 

banner-livro

 

 

Meta Real na mídia

Revista Plástica e Beleza
edição 58 /2016

Ver edição
Como Funciona?

Venha ser aluno da Meta Real: o Método Tático de Reabilitação Alimentar que vai acompanhar você passo a passo na sua jornada.

Conheça Agora
  • Marcia Pinheiro

    Meta Real Marcia Pinheiro

    “Semana após semana fui me policiando e levando o método a sério com obstáculos e vontades sim, mas colocando em primeiro lugar eu mesma.”

  • Mariza Zenzano de Melo

    Meta Real Mariza Zenzano de Melo

    “O que mais me chamou a atenção no Método era ter a possibilidade de trabalhar minha cabeça e não ter mais dependência emocional... Ficava na maior ansiedade para assistir a próxima aula!”

  • Márcia Acunzo

    Meta Real Márcia Acunzo

    “Tive muitos problemas de saúde : fraqueza , mal-estar , depressão ...quadros de desânimo porque eu atribuia ao remédio o poder de tirar o apetite ...”

  • Mariana Campanha Pozatto

    Meta Real Mariana Campanha Pozatto

    “Comecei a observar… “Que regime louco esse em que se pode comer de 5 em 5 horas… O correto não é de três em três? Nossa, mas pode comer tudo isso?!””

  • Alessandro Correia da Rocha

    Meta Real Alessandro Correia da Rocha

    “[...] fui um pouco rebelde e arrumava desculpas [...] Porém me intrigou, quando ele disse que não era um regime e sim uma reeducação alimentar, sem proibições [...] fui percebendo como ser gordinho afetou minha saúde e por negligência eu não me cuidava.”